No Coreano, Edgar volta após dois meses lesionado e salva Daegu contra o líder

12 de agosto de 2019 - 13h8

HOTSITE

Um dos principais jogadores do Daegu desde que chegou ao clube, em 2018, Edgar mostrou em seu retorno aos gramados o motivo de ser tão primordial para a equipe coreana. Longe do time por 57 dias após sofrer uma fratura parcial no ombro, o atacante brasileiro, agora recuperado, foi titular neste domingo no duelo contra o líder do Campeonato Coreano, Ulsan Hyundai. E, graças a um belo gol do brasileiro aos 40 do segundo tempo, o Daegu conseguiu voltar para casa com um ponto importante na bagagem: 1 a 1. 

Foram oito jogos sem Edgar e um baixo aproveitamento: apenas uma vitória, dois empates e cinco derrotas, com seis gols marcados e 14 sofridos. Antes da lesão do brasileiro, na 16ª rodada, o Daegu se encontrava em quarto lugar (dentro da zona de classificação para a Liga dos Campeões da Ásia) a oito pontos do líder Ulsan. Após o jogo deste domingo, o time permaneceu na sexta posição, que ainda o dá vaga para a AFC, mas 21 pontos o separam do líder. 

"Foi um período complicado. Dois meses sem poder jogar é muito tempo. Voltei para o Brasil me recuperar no Vasco. Agradeço ao clube por abrir as portas, mas estava com muita vontade de voltar a jogar. Quem me conhece sabe que eu gosto de estar presente em todos os jogos. Então quando fico um jogo fora já é chato, imagina oito partidas... Mas o que importa é que agora estou de volta, à disposição, fico feliz com o gol, que nos permitiu pontuar fora de casa contra o líder, então estou feliz com o retorno. Não imaginava que pudesse atuar os 90 minutos, mas consegui e não senti problema algum." - avaliou o camisa 9, que chega aos sete gols na competição.

O gol só saiu aos 40 do segundo tempo, mas o Daegu poderia ter feito marcado mais cedo em duas oportunidades. Quando o jogo estava 0 a 0, o brasileiro Cesinha perdeu um pênalti. No segundo tempo, Rildo, contratado mês passado junto à Chapecoense, também desperdiçou uma penalidade máxima quando a partida marcava 1 a 0 para os mandantes. No fim, Edgar, numa bela jogada individual, deixou tudo igual e saiu para o abraço. 

"O professor (André Gaspar, brasileiro também) queria me utilizar já como titular e eu fiquei feliz. Não cobrei os pênaltis, mas não dá para lamentar isso agora. Conseguimos este ponto importante e nos mantivemos dentro da zona de classificação para a Liga dos Campeões da Ásia, que é nosso objetivo. Agora é olhar para a frente, deixar essa lesão no passado e procurar retormar o caminho das vitórias." - disse Edgar.

O Ulsan Hyundai, líder do Coreano, traz boas recordações para Edgar. Seu nome ficou marcado na história do Daegu e de seus torcedores logo após o título da Copa da Coreia de 2018 contra o adversário do domingo, quando o brasileiro fez gol nos dois jogos da final, ajudando o time a conquistar seu primeiro título de grande importância. 

"Lembro com bastante carinho destes jogos. Foi um período muito feliz, me orgulha muito saber que sou um ídolo aqui para os coreanos de Daegu, pois amo essa cidade. Esse título, sem dúvida, é uma das memórias mais marcantes que vou carregar para toda a minha vida." - finalizou.

O próximo jogo do Daegu é no sábado, contra o Gyeongnam, décimo colocado, pela 26ª rodada do Campeonato Coreano. A bola rola às 7h30 (horário de Brasília).

Para ver outras notícias clique aqui